Este post eu estou colocando aqui para registro. Iniciei com um e-mail que mandei para um amigo que está nos EUA, após publiquei num comentário no br-linux, então transcrevo-o aqui:

Eu sou músico profissional, e seguidamente tenho que fazer arranjos, composições e cópias de partituras para orquestra inteira. As pessoas tendem a confundir softwares de edição de áudio com edição de partituras, o que é bem diferente.
Em primeiro lugar, sou muito defensor do linux e do software livre, uso-o desde 1999 e defendo-o sempre. Porém, em algumas áreas, o software livre ainda sofre um pouco com a carência de bons softwares, como é o caso das artes gráficas e edição de partituras (e este cenário vem mudando bastante rapidamente)
Vou colocar abaixo um e-mail que, por acaso escrevi hoje para um colega:

“Sobre software de partituras em linux, tenho uma noticia boa e uma ruim:

Não existe nada profissional wysiwyg pra linux, como Finale ou Sibelius. Não dá pra chegar ao fim de uma sinfonia com 300 compassos e 15 instrumentos com milhões de marcações de dinâmica, ligaduras, multi-voices etc sem dar pau no programa ou consumir toda a memória RAM. Ma há boas promessas, vide http://www.rosegardenmusic.com , atualmente este é o melhor, e há também o https://canorus.berlios.de que eu estou apostando (tem uma longa historia), e usa o http://www.lilypond.org para gerar o pdf para imprimir. Por sinal, o lilipond é talvez o melhor software para gerar partitura com qualidade profissional, e é livre e multi-plataforma, porem ele não é visual, tem que “escrever” a partitura na linguagem dele. Eu uso o um software como o http://noteedit.berlios.de/ ou o http://denemo.sourceforge.net/ para escrever a partitura na tela, exportar para o formato lilipond e entao fazer alguns ajustes no formato do lilipond, então eu tenho uma excelente qualidade de impressão. Mas é uma pequena odisséia a percorrer, as vezes inviabiliza quando tem que fazer uma pequena partitura para um cachê a noite. Tem inclusive um artigo que saiu esses dias sobre softwares pra isso em linux: http://www.linux.com/feature/118302

a boa: O Sibelius, o Finale e o Encore rodam e linux usando o wine – http://www.winehq.org (vide http://appdb.winehq.org/appview.php?iVersionId=6582)

A melhor solução para fazer trabalhos pra faculdade ou mesmo livros sobre música (textos com escertos de partituras no meio) é o lilipond, de uma olhada no manual dele – http://lilypond.org”